Número total de visualizações de página

segunda-feira, 11 de Agosto de 2014

COMEÇANDO A PÉ...

...e em pequenos percursos de carro, e por Santa Marta de Penaguião, temos diversos passeios pedestres; a rota das fontes: Balouta, Capelinha, Fontela,Pereira,Picota, Santo ( na freguesia de Fontes); o miradouro de Santa Bárbara,na estrada N2 de Sta Marta para Vila Real na freguesia da Cumieira ou o Miradouro da Senhora do Viso,entre outros. Este mostra-nos mais a grandiosidade das zonas agrestes da Serra do Marão do que as paisagens vinhateiras. O lugar do Viso, em Fontes, pertenceu à Ordem de Malta e segundo a tradição o santuário foi a Matriz da primeira paróquia desta freguesia. Tem parque de merendas e bons acessos. A Romaria da Nossa senhora do Viso ocorre no primeiro domingo de Setembro.Coordenadas GPS : 41.230334;-7.832603 - Muito perto a CASA DO FUNDO DO POVO para retemperar forças !

domingo, 10 de Agosto de 2014

TANTO PARA VER...

... e fazer ! No Douro pode escolher ter umas férias muito activas ou deixar-se ficar por momentos tranquilos de puro lazer e descontração! A pé, de automóvel, barco, bicicleta ou canoa terá sempre paisagens lindíssimas para apreciar,monumentos cheios de história para visitar, quintas onde provar vinhos extraordinários,restaurantes para degustar iguarias várias, festas e romarias. Dos cerca de 600 aglomerados rurais foram escolhidos Barcos, Favaios, Provezende, Ucanha,Salzedas e Trevões para representarem as aldeias vinhateiras, pela sua rara beleza,história e tradição ligadas ao vinho e à cultura da vinha. Descobrir as suas ruelas estreitas onde se erguem solares e  igrejas antigas, edifícios com bonitas varandas floridas e iguarias regionais é certamente um grande prazer. par poder fazer isso e muito mais fique na CASA DO FUNDO DO POVO onde podemos ajudar a descobrir um pouco de tudo isto!

sábado, 9 de Agosto de 2014

ITINERÁRIOS CULTURAIS

"Uma manhã,Júpiter apareceu-me em Barca D'Alva e disse-me,pondo a mão familiarmente no meu ombro: - "Queres fazer um poema homérico? Vês esta terra selvagem? Rasga-a, ergue-a de socalcos, planta-a de vinha. Dar-te-ei o sol para casar com ela!" Ingénuo e deslumbrado, lancei-me ao trabalho. Um dia, anos mais tarde, Júpiter voltou: - "Belas cepas, Abílio!" - "Cem mil, senhor Júpiter..." - "Cem mil versos de ouro. Fizeste o teu melhor livro" ,
Guerra Junqueiro
http://odouronoscaminhosdaliteratura.com

sexta-feira, 8 de Agosto de 2014

MOURA MORTA

Cidadelhe fica lá no alto, rodeado de matas verdes,socalcos de xisto , vinhas que começam a ser plantadas, "olhando" sobranceiro o grande rio. Este corre fundo ora entre rochedos e redemoinhos, ora em margens mais largas onde , no Verão, as lavadeiras estendem roupas brancas.Nos Invernos rigorosos as margens cobrem-se de barro e pequenos calhaus amarelados. Será por isso que o seu nome é Rio D'Ouro?!
Do émir de Cidadlhe se contam grandes façanhas,mas para proteger os seus tesouros passa a demonstrar uma fé cristâ exagerada e persegue até os do seu próprio povo. Pesa-lhe ao peito uma cruz cujas pedras preciosas faíscam ao sol.
Na parte mais escondida da aldeia vive ainda uma Princesa Moura,esperando que seu noivo regresse da guerra e a possa resgatar daquela terra em que já não é bem vinda.Mas os seus cabelos negros, longos e sedosos não passaram despercebidos aos olhos do émir que pretende que ela receba o baptismo.Fiel, ela resiste; é então presa por não querer renunciar ao Crescente e  abraçar a cruz. No quadrado jardim da casa, por vezes, ela permite-se estender as meadas de ouro que vai tecendo para bordar o seu enxoval enquanto espera o noivo que a virá salvar.Esse dia tarda em chegar até que lhe trazem a notícia que ele está perto e vem ao seu encontro; impaciente decide fugir,mas é perseguida por caminhos agrestes de calhaus soltos e chegada a um penhasco sobre o Rio Seromenha é varada pelos ferros nazarenos. Ali passa a ser o lugar da MOURA MORTA. No entanto, há sortilégios que ninguém conhece e em vez de morta fica para sempre encantada já que nas manhãs de S. João é vista por ali espalhando as suas meadas de ouro e penteando os seus longos cabelos negros que esvoaçam ao vento,ou ela entrança com a ajuda de fitas coloridas..

quinta-feira, 7 de Agosto de 2014

LENDAS

Entre a Régua e o Pinhão vamos observando a paisagem e explicando as inúmeras tarefas,durante o ano,para que se obtenha um bom vinho do Porto ou um vinho DO Douro.Decido contar a lenda de Moura Morta e o nosso amigo Tugdual diz que eu poderia ser uma Raconteuse. Não me parece que tal tenha futuro,por aqui. Mas na verdade alguns anos atrás seria capaz de escrever um romance só a partir do seu  importante nome : "Monsieur de Cacqueray" . por favor Tugue não te zangues comigo!

terça-feira, 5 de Agosto de 2014

O DOURO

Há tanto para dizer sobre esta bendita Região que muitas vezes não sei por onde começar. Os nossos hóspedes espantados pela beleza das nossas paisagens e verde das vinhas, dizem : " Ainda não sei como se produz o Vinho do Porto!" e lá tenho eu que começar tudo de novo. Hoje vou começar pelo fim...

"Tem montes que não deixam de crescer,
Videiras que ninguém pode contar,
Oliveiras que vivem a rezar
E um rio que não para de correr"

João de Araújo Correia,poema "Durius Dulcis"

"O vinho é, no Douro,a memória de todos, o fio condutor de gerações.O vinho está presente do modo mais indelével que seja: nas consciências e nos sentimentos.Mas também reina na paisagem,naqueles formidáveis socalcos que, montanha acima,acabaram por lhe dar forma e feitio.",António Barreto,in "Douro"

E de alguém que não conheço : " O vinho é o bem estar da alma e a alegria do coração. Bebido a tempo e com moderação!"

sexta-feira, 1 de Agosto de 2014

CHÁ DE GENGIBRE

A receita da sopa de peixe não lhes posso dar ,porque é segredo da Teresa mas fica aqui para o chá de gengibre que ajuda na digestão... 1 gomo do tamanho do polegar,descascar,fatiar e deixar na água fervente 3 minutos.Puro,com mel ou acompanhado de limão e hortelã.
Eu sei quem muito precisa desta receita...sempre com a vesícula a refilar,ou será o fígado ? ( Já que a outra já lha retiraram há anos cheia de pedras...) O fígado cansado grita: "Ai !Quem me acode? Tantos fritos, refogados, nozes, estufados,chocolate, vinho, cocktails. Alto e para o baile!" Esse desmancha prazeres bem avisa: dores de cabeça, um nadita enjoado.Finge que não percebe...mas o corpo é que paga !